quarta-feira, 8 de maio de 2013

Pepê

-"Gente! A Bibi deu cria!! Nasceram 4!".

Das 4 filhotinhas, só havia uma pretinha.

Tinha a branquinha; a begezinha; a cinzinha e a pretinha... adivinha qual foi a escolhida?

Na época gostava muito de assistir "101 Dálmatas", e foi dai que surgiu a Prenda.

O garotinho não cansava de brincar com a pretinha, que depois de alguns anos tornou-se uma gordinha cheirosinha.

Era engraçado demais, em volta da piscina, cada uma corria atrás da outra e adivinha quem era a última?
Que danadinha! Quando a distancia da penúltima colocada ficava muito grande, ela esperava um tempinho... e não é que conseguia alcançar as outras irmãs?!

Teve uma vez que pulou um muro pensando que o chão estava próximo, e não é que se espatifou toda no chão?!

Era a única cachorrinha que não mordia! Tinha um vozerio fortíssimo!

Tinha um bundão quente também! rs!

É Prenda... e num piscar dos olhos a cinzinha se foi... a branquinha se foi... a begezinha se foi.. e até a Bibi...

O garotinho não lhe dava mais atenção, não brincava mais como antes.

O garotinho cada vez mais se tornou uma pessoa mais dura consigo mesmo, diante de tantas responsabilidades como faculdade, trabalho, namoro, ele começou a ter menos "tempo" para a pretinha.

Anos se passaram, vieram verrugas, fraquezas e doenças...

Um tom azulado bem clarinho começou a aparecer naqueles olhinhos..

A audição não era mais a mesma...

Depois de inúmeras cirurgias e remédios, a pretinha não tinha mais o mesmo cheirinho. Demorava muito para subir as escadas, e quando descia, batia a cabecinha toda hora nos degraus.

No dia 18 de maio, esperou a sua dona voltar do trabalho para finalmente fechar os olhinhos e deixar a família Uechi.

Quando o garotinho chegou da faculdade às 23:47 desse dia, se deparou com a sua irmãzinha falando: "A Pepê morreu".

Ele sentiu um aperto no coração, mas ao mesmo tempo não mostrou, apenas tirou a mala, a blusa e foi no quintal ver a caixinha que estava tampada com uma folha de jornal. Destampou a caixa, quando viu a cachorrinha encurvada com a linguinha pra fora sem nenhum sinal de vida.

Há alguns anos atrás o garotinho choraria, entraria em depressão, mas e agora?

Agora ele simplesmente sugou tudo o que estava sentindo na hora e falou para a pequenininha: "-Ela encontrou a Bibi agora, ela está em um lugar muito melhor que esse, vamos rezar que está tudo bem".

Nesse momento só pensou em uma coisa: ser forte para a irmãzinha.

Obrigado pepê! No fundo do meu coração estou muito triste que você se foi, mas sei que você está muito melhor agora!